(11) 5677-4949

Ultrapassei o limite do MEI: Passo a passo de como resolver

2 - Ultrapassei o limite do MEI: Passo a passo de como resolver-

Leitura

Ultrapassei o limite do MEI, estou em apuros? Esta é uma dúvida muito comum, já que o Brasil tem quase 15 milhões de microempreendedores individuais.

Isso, pois, para muitos, o MEI é o ponto de partida ideal para iniciar um negócio. No entanto, ultrapassar o limite deste regime tributário é uma situação que exige soluções ágeis e bem articuladas.

Deste modo, quando o sucesso muitas vezes leva a um crescimento além das expectativas iniciais, e é aí que surge a perguntas “O que fazer quando se ultrapassa o limite do MEI?

Neste artigo vamos abordar estratégias práticas, dicas valiosas e informações atualizadas para ajudar você a navegar com sucesso pelas complexidades que surgem quando se ultrapassa o limite do MEI.

Acompanhe-nos nesta jornada, e juntos, vamos construir uma base sólida para o crescimento e a sustentabilidade financeira do seu negócio.

O que é o MEI?

O Microempreendedor Individual (MEI) é um regime tributário simplificado criado no Brasil para formalizar pequenos empreendedores, oferecendo benefícios e facilidades para a legalização de negócios. 

A criação do MEI foi fundamentada na Lei Complementar Nº 128, de 19 de dezembro de 2008.

Essa legislação introduziu a figura do Microempreendedor Individual no Brasil e estabeleceu as diretrizes para sua criação e operação.

Aqui estão as principais características do MEI:

  • Formalização Simples: O MEI permite que trabalhadores autônomos, como pequenos empresários e prestadores de serviços, se formalizem como empreendedores de forma rápida e simples.
  • Faturamento Limitado: Para se enquadrar como MEI, o empreendedor deve ter um faturamento anual limitado, que varia de ano para ano. Em 2023, o limite é de R$81 mil ao ano.
  • CNPJ e Benefícios: Ao se registrar como MEI, o empreendedor obtém um CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) e pode emitir notas fiscais, além de ter acesso a benefícios previdenciários, como aposentadoria e auxílio-doença.
  • Simples Nacional: O MEI faz parte do regime tributário Simples Nacional, o que simplifica o pagamento de impostos, sendo necessário apenas um valor fixo mensal.
  • Sem Funcionários: O MEI não pode ter funcionários registrados, exceto em casos de contratação de um único empregado que receba o salário mínimo ou o piso da categoria.
  • Atividades Permitidas: Existem limitações quanto às atividades que podem ser registradas como MEI. Algumas profissões regulamentadas, como médicos, não podem se enquadrar nesse regime.

O MEI é uma excelente opção para quem deseja formalizar um negócio de pequeno porte de maneira descomplicada e com benefícios fiscais. No entanto, é importante estar ciente das limitações de faturamento e das atividades permitidas para garantir a conformidade com a lei.

Quais os limites de Faturamento do MEI?

A margem de faturamento excedente do MEI refere-se à situação em que um Microempreendedor Individual (MEI) ultrapassa o limite de faturamento anual permitido para esse regime. Em 2023, o limite é de R$81 mil por ano.

Quando um MEI excede esse limite, ele deixa de se qualificar para o regime simplificado e deve tomar algumas providências:

É importante destacar que o desenquadramento do MEI não é opcional quando o limite de faturamento é excedido; é uma obrigação legal. 

Caso o MEI não realize essa mudança dentro do prazo estipulado, estará sujeito a multas e penalidades fiscais.

Portanto, a margem de faturamento excedente do MEI indica que o empresário está crescendo em seus negócios, mas também implica em maior complexidade na gestão tributária. 

Nesse caso, é aconselhável buscar orientação contábil ou jurídica para garantir que todas as obrigações legais sejam cumpridas adequadamente.

Ultprassei os limites do MEI? Como resolver?

Se você é um Microempreendedor Individual (MEI) e percebeu que ultrapassou o limite de faturamento permitido, não se preocupe, existem passos a seguir para regularizar sua situação. Abaixo, apresentamos um guia passo a passo de como resolver essa questão:

1. Identifique o Excesso de Faturamento

O primeiro passo é ter clareza sobre o quanto você ultrapassou o limite de faturamento anual do MEI, que em 2023 é de R$81 mil. Calcule o valor excedente para entender a dimensão do problema.

2. Faça o Desenquadramento do MEI

Com o valor excedente em mãos, você precisa solicitar o desenquadramento do MEI. Isso pode ser feito acessando o Portal do Empreendedor ou contando com o auxílio de um contador.

Essa ação é necessária para que você deixe de ser MEI e passe para outra categoria tributária.

3. Escolha uma Nova Categoria Tributária

Após o desenquadramento, você precisará escolher uma nova categoria tributária, como Microempresa (ME) ou Empresa de Pequeno Porte (EPP), dependendo do seu faturamento excedente. Consulte um contador para tomar essa decisão com base na sua realidade financeira e necessidades.

4. Regularize suas Obrigações Fiscais

Ao migrar para uma nova categoria após ter ultrapassado o limite do MEI, você terá novas obrigações fiscais e tributárias. Certifique-se de cumprir todas as exigências, como a emissão de notas fiscais, pagamento dos impostos corretos e demais obrigações relacionadas à sua nova categoria.

5. Mantenha seu CNPJ

Mesmo após o desenquadramento do MEI, você pode manter o mesmo CNPJ. Certifique-se de atualizar seus dados e mantê-los regularizados.

Lembrando que é fundamental contar com o apoio de um contador para todo esse processo, pois ele poderá orientá-lo de forma adequada, evitando problemas futuros com a Receita Federal.

Ultrapassar o limite do MEI não significa o fim das operações comerciais da empresa, mas requer ações específicas para se adequar à nova realidade tributária.

Não deixe de buscar ajuda profissional para garantir que tudo seja feito corretamente e de acordo com a legislação vigente.

Pense diferente! Seja único

Conte com a UniContabil para Superar os Desafios Após Ultrapassar o Limite do MEI!

Você é um empreendedor em crescimento e ultrapassou o limite do MEI? Não se preocupe, a UniContabil está aqui para oferecer um suporte completo e especializado para essa transição.

Com 26 anos de experiência em contabilidade digital, combinamos tecnologia avançada com contadores que falam a sua língua.

Cuidamos de todas as exigências legais enquanto garantimos que você compreenda cada passo do processo.

Entre em contato conosco agora mesmo e descubra como podemos ajudar sua empresa a prosperar após deixar o MEI.

Além disso, convidamos você a explorar nosso blog e seguir nossas redes sociais para ter acesso a mais conteúdo valioso sobre empreendedorismo e finanças. Juntos, alcançaremos o sucesso que sua empresa merece!

Continue navegando: Baixa do MEI: por que fechar empresa e como fazer

Compartilhe:

Abrir empresa Grátis

Com a Unicontábil você simplifica.

Aqui você economiza em tudo.

FALE CONOSCO

Trocar de Contador

Venha para a Unicontábil. Aqui sua empresa está segura.

Seu Contador Digital com atendimento humano.

FALE CONOSCO

Autor:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts relacionados